Guia de Episódios Prólogo Primeiro Ato Segundo Ato Terceiro Ato Quarto Ato

Produção #V709 - Episódio 9


ROTEIRO DE
TNovan


ADAPTAÇÃO PARA A TV
Advocate & TNovan


PRODUZIDO POR   /   DIRIGIDO POR
Carol Stephens   /   Denise Byrd

IMAGENS DAS CENAS
Judi Mair


TRABALHO ARTÍSTICO
Lucia


GRÁFICO DO TÍTULO DO EPISÓDIO
Linda (Calli)

TRADUZIDO DO INGLÊS POR
Chris Burle


 

PRÓLOGO

 

FADE IN:

 

CENA EXT. TEBAS - DIA

 

XENA e GABRIELLE estão caminhando pelas ruas movimentadas de Tebas, com o barulho da cidade as cercando. O ar está repleto do aroma de carne assando, doces, e nozes. Xena está sorrindo e Gabrielle está olhando desejosamente para cada mesa de vendas enquanto elas caminham.

 

XENA

(conscientemente)

Você está louca para fazer compras, não está?

 

 

Gabrielle dá a Xena um olhar irritado, embora ainda consiga ser tingido de afeição.

 

GABRIELLE

Nós precisamos de coisas, Xena.
Eu compro para que possamos viver.

 

XENA

Você vive para comprar.

 

GABRIELLE

(piscando)

E essa é uma vida boa.

 

A barda ergue suas mãos para evitar as próximas palavras de Xena.

 

GABRIELLE

(continua)

Não me diga. Nós deveríamos encontrar um quarto primeiro, ou
iremos acabar dormindo em um estábulo por aí. Eu sei.

 

Xena coloca o braço sobre o ombro de Gabrielle e lhe dá um puxão, levando ambas para o lado da estrada para que uma carroça lotada possa passar.

 

XENA

Venha. Vamos nos apressar e encontrar um lugar para Argo.
Eu não quero deixá-la com aquele garoto nos portões
da cidade por mais tempo do que precisamos.

(pausa)

Além disso, se nós não nos apressarmos, você irá perder as
melhores ofertas. Elas se vão antes do almoço, você sabe.

 

 

Um inesperado e contentíssimo sorriso ilumina o rosto de Gabrielle enquanto ela compartilha uma lembrança matutina com sua parceira.

 

GABRIELLE

(surpresa)

Eu te contei isso na primeira vez
que fizemos compras juntas.

 

 

Xena vê uma carreta de mercador manobrando, mas não pára de caminhar.

 

XENA

(encolhendo um ombro indiferentemente)

Hum-Rumm…

 

GABRIELLE

Uau! Eu não acredito que você se lembra disso, Xena.
Eu achava que você não estava prestando qualquer
atenção em mim enquanto eu estava tagarelando.

 

Xena ergue uma sobrancelha.

 

XENA

Oh, eu estava prestando atenção em você, barda.
Estava certa de que ia te perder naquela multidão
e que seria forçada a passar o resto de meus
dias perambulando pelas ruas de Atenas
piedosamente chamando seu nome.

 

GABRIELLE

(satisfeita)

Piedosamente, é?

 

Xena aponta para um mercador na rua, tentando mudar de assunto.

 

XENA

Ei, olhe!

 

Ela sacode a mão que está apontando.

 

XENA

(continua)

Aquele sujeito está vendendo... vendendo... humm....

 

 

Entretida, Gabrielle olha para a tenda.

 

GABRIELLE

(zombeteira)

Roupas de bebê.
Aquelas são roupas de bebê, Xena.

 

Ela descansa as mãos nos quadris.

 

GABRIELLE

(continua)

(provocando)

Há algo que você queira dividir comigo?

 

 

Xena franze a testa e elas continuam a caminhar.

 

GABRIELLE

Tsc. Me perder em uma multidão? Sem chance,
ó Dona das Muitas Habilidades. Nós nos encontraríamos
novamente... eventualmente. Ou quando as vendas
terminassem. O que viesse primeiro. Famílias
são assim... estão presos um ao outro.

 

O olhar satisfeito no rosto de Gabrielle deixa muito claro como ela se sente sobre esse assunto. Antes que Xena possa responder, Gabrielle vira na direção de um vendedor de rolos de tecidos coloridos. Ignorada, Xena gira os olhos.

 

GABRIELLE

(por sobre o ombro)

Se você está girando os olhos, isso deve significar que seria
melhor você olhar as botas. Estou disposta se você estiver.

 

Gabrielle grita de repente quando Xena se coloca atrás dela e começa a bagunçar seu cabelo com dedos curiosos.

 

GABRIELLE

(rindo)

Xena! Ei! O que você está fazendo?

 

Gabrielle tenta se desvencilhar das mãos de Xena, mas sua parceira é rápida demais. Xena joga seu coração na brincadeira, saindo rapidamente da sua natural discrição pública e ignorando os olhares de curiosos observadores em favor de um momento alegre e despreocupado com sua amiga. Isso é mais fácil do que ela imagina, e logo ela está tentando desordenar o cabelo de Gabrielle o máximo do humanamente possível. Suas recentes aventuras na Bretanha tinham sido mais emocionalmente esgotantes do que ela desejaria admitir. A risada de Gabrielle fazia bem para ambas.

 

XENA

Eu estou procurando pelo outro par de olhos da sua cabeça.

 

 

Ela ri mais alto ainda e tenta inutilmente se desviar.

 

GABRIELLE

Xena!

 

XENA

Parece que minha mãe tinha um grupo desses também.

 

 

FADE OUT.

 

FIM DO PRÓLOGO

 

PRIMEIRO ATO